segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Isso é meu.

Já percebeu como está em alta hoje em dia dizer que os outros, as massas ou o fulano lá da esquina é alienado?

Me pergunto se realmente somos donos dos nossos pensamentos, das nossas ideias e das nossas vontades.
Até onde compramos um ténis ou lemos um livro por livre arbítrio e totalmente dispersos de influencias. Sejam elas de terceiros, midia ou imposição.
Nossas vontades são realmente nossas?
O ultimo filme que você viu no cinema, a pasta de dente que você usa, o seu corte de cabelo, o seu perfume, seu carro...ahhhh, o nosso mundo.
A calça jeans que você usa é preta, skyny, reta ou slim? E a sua camiseta, é aquela do I love New York ou aquela preta super básica deveras desbotada?
Você limpa seu bumbum com personal ou snob, ou quem sabe, com sabugos de milho?
Vai me diz, você escolhe ou é escolhido?
Você vai prestar federal ou estadual, USP, FATEC, HARVARD? Você viu na tv, no jornal ou simplesmente ouviu dizer que elas são as melhores, ou foi o ultimo senso do MEC que apontou elas como "as melhores"? Você acredita no MEC? Por quê?
A sua vida, o seu plano de ação, de onde vieram suas bases?
Até onde somos manipulados, e mais, até que ponto sabemos que somos? E podemos nos livrar dessa manipulação? Ela, a manipulação, realmente existe?

Há entre as opções, no momento exato em que nós, donos de nossas escolhas podemos optar por isso ou aquilo, mas estamos de fato buscando, analisando, selecionando? Ou simplesmsnete aceitando?

1 comentários:

  1. Nossaaaa!! adorei o texto... Muito bem colocado... Vou seguir seu blog! Abraço!

    ResponderExcluir


Este é um espaço aberto ao debate saudável e a critica construtiva.
Fique à vontade para expor suas opiniões nos comentários ou nos contatar via email. (arlan_souza1.0@hotmail.com)

 
Camaleão sentimentalista © Todos os direitos reservados :: voltar ao topo